NotíciasNotícias

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Japão: maior usina eólica do mundo substituirá Fukushima

Fonte: Página 22

Menos de dois anos após a tragédia nuclear de Fukushima, o Japão prepara uma resposta de peso. A prefeitura da cidade anunciou a construção, até 2020, do maior parque eólico offshore (instalado no mar) do planeta.

Instalada no mar, estará pronta em 2020 e gerará o mesmo que todos os parques de vento existentes no Brasil

Instalada no mar, estará pronta em 2020 e gerará o mesmo que todos os parques de vento existentes no Brasil

Será constituído de 143 turbinas e localizado a 16 km. da costa. Gerará, sozinho, 1 gigawatt (Gw) de potência, equivalentes a todo o parque eólico existente no Brasil ou a uma usina hidrelétrica média, como a de Sobradinho, no rio São Francisco (veja a capacidade das hidrelétricas brasileiras).A eólica de Fukushima é apenas parte de um plano muito mais ambicioso. O Japão está fazendo investimentos pesados para que toda sua produção de energia provenha, até 2040, de fontes renováveis — eólica e solar, principalmente. As 54 usinas nucleares existentes até 2011 foram fechadas e apenas duas reabertas.

Para alcançar o plano, estão sendo vencidos também desafios tecnológicos. Para evitar riscos como terremotos, tsunamis e tufões, as 143 turbinas de Fukushima estarão instaladas sobre plataformas flutuantes, lastreadas e ancoradas no mar, a 200 metros de profundidade.

Tags: No Tags
  • Managing Partners

    William Davidson Institute
  • Content Partners

    AVINA
  • Sponsoring Partner

    Citi Foundation

Tem uma ideia para história?Tem uma ideia para história?

Faça uma recomendação

Faça uma recomendaçãoFaça uma recomendação

Facebook Twitter

Story Snapshot

Cerrar