<%=NBResource_01_01 %>

Nossos escritores e editores oferecem ideias sobre as últimas notícias, eventos, entrevistas e acontecimentos do universo do desenvolvimento através dos negócios. Todos os posts do NextBillion estão listados aqui e podem ser ordenados por data.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Panorama Social da América Latina 2012

por jenny melo

A Comissão Econômica para a América Latina e Caribe – CEPAL – publicou a edição 2012 do Panorama Social da América Latina. Trata-se de um relatório anual realizado desde o início dos anos 90 para dar conta das dimensões sociais relacionadas ao desenvolvimento regional.

Como indicado no próprio documento, a edição atual procura jogar novas luzes sobre a desigualdade social e concentra-se, principalmente, em aspectos do mundo do cuidado e da atenção à saúde. A publicação é a primeira a trazer informações sistematizadas sobre esse mercado na região da América Latina e Caribe, incluindo: emprego remunerado em atividades de cuidado, gastos das famílias nesse âmbito, atual condição e necessidades de cuidado das pessoas com deficiências.

Os dados e análises do relatório apontam para a magnitude e para as dinâmicas dos problemas sociais da América Latina e são, sem dúvida, importantes insumos para toda a comunidade de profissionais engajados em propor soluções aos problemas relacionados com a atenção à saúde e com as necessidades das pessoas com deficiências.

Blocos temáticos

A publicação está dividida em dois grandes blocos. O primeiro descreve e analisa a dinâmica recente da pobreza e da distribuição de renda, além de apontar para as percepções da população a respeito da desigualdade e para a confiança nas instituições.

O segundo bloco apresenta o tema do cuidado e da atenção à saúde a partir da perspectiva conceitual e política dos mesmos como um direito, a situação do emprego remunerado em atividades de cuidado, os investimentos sociais na área e as condições das pessoas com deficiências e suas necessidades de cuidado.

A pobreza na América Latina:

  • 3 em cada 10 latino-americanos vivem em condição de pobreza
  • 1 em cada 10 latino-americanos vivem em condição de indigência
  • 167 milhões de latino-americanos vivem em condição de pobreza
  • 66 milhões de latino-americanos vivem em condição de indigência
  • Sete países registraram quedas significativas nas taxas de pobreza: Paraguai, Equador, Perú, Colômbia, Argentina, Brasil e Uruguai
  • Os 40% da população com menor renda recebe 15% de toda a renda da região 
  • Os 10% da população com maior renda recebe um terço de toda a renda da região
  • Segundo os últimos dados disponíveis, cerca de 12,3% da população local vive com alguma deficiência – sendo 5,4% no Caribe e 12,4% na América Latina, com índices heterogêneos entre os países

De acordo com a CEPAL, uma das principais causas de redução da pobreza tem sido a melhora salarial e, ainda assim, a região continua entre as mais desiguais de todo o mundo.

Arquivos para download:

Apresentação pela Secretária Executiva da CEPAL, Alicia Bárcena (em espanhol).

Documento informativo: Panorama Social da América Latina 2012

 

 

URL amigável: 
  • Managing Partners

    William Davidson Institute
  • Content Partners

    AVINA
  • Sponsoring Partner

    Citi Foundation

Facebook Twitter

Story Snapshot

Cerrar