<%=NBResource_01_01 %>

Coletânea de posts relevantes, incluindo análises e opiniões relacionadas à dinâmica do campo dos negócios que reduzem a pobreza, negócios inclusivos e sociais, sustentabilidade e investimento de impacto.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Projeto Coletivo Coca Cola: fazendo a diferença em um modelo ganha-ganha

por edgard barki

Lançado em Junho de 2009, o Projeto Coletivo da Coca Cola tem o objetivo principal de proporcionar e contribuir para a melhoria de vida da população da base da pirâmide, oferecendo ferramentas de geração de renda e capacitação. Este é um projeto inovador, pois mostra como uma grande empresa pode ser relevante para a sociedade e ao mesmo tempo se beneficiar dos impactos positivos do projeto.

Os objetivos específicos do Projeto Coletivo podem ser divididos em duas grandes vertentes. A primeira ligada ao aspecto social em que se busca formar profissionais para o varejo; encaminhando jovens ao mercado de trabalho e gerar renda familiar pelo estímulo ao empreendedorismo local. A segunda vertente está associada ao ganho da empresa que neste projeto consegue ter maior relevância no mercado da base da pirâmide e melhorar assim sua imagem de marca.

Até o momento, o Projeto já atendeu mais de 3.000 jovens em seis mercados: São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Maceió e Goiânia. Alguns pontos interessantes deste projeto e que podem ser inspiradores são:

  • Importância das parcerias com ONGs: O Projeto Coletivo está sendo desenvolvido em parceria com duas importantes ONGs: CDI e Visão Mundial que facilitam a interação da empresa com as comunidades e também ajudam a identificar ONGs locais que podem suportar o projeto.
  • Importância de Parceria com outras empresas: Para o sucesso do projeto é importante a participação de outras empresas, tais como Mc Donalds, Cinemark e Itau.
  • Mobilização da comunidade: O Programa só funciona adequadamente com a participação ativa da comunidade. Para tanto, o projeto tem que ser relevante e foca na necessidade do jovem de se tornar financeiramente independente. Segundo pesquisas da empresa, 61% dos jovens das comunidades acreditam que deveriam ser financeiramente independentes entre 15 a 18 anos.
  • Acompanhamento: A Coca Cola acompanha o projeto de perto com vários indicadores que procuram principalmente identificar a confiança no futuro do jovem e como a marca Coca Cola é percebida na comunidade.

Assim o ciclo se fecha. A Coca Cola estabelece parcerias com ONGs e outras empresas de forma a criar um programa que seja relevante para a comunidade. Isto permite uma nova forma de relacionamento da empresa com os jovens da base da pirâmide que tem acesso a emprego e renda, fazendo circular mais dinheiro na comunidade. Do outro lado, a Coca Cola se beneficia com um acesso a um mercado mais difícil de atingir e com uma marca mais fortalecida e próxima deste consumidor. Nas regiões em que o Projeto Coletivo foi estabelecido, a Coca Cola faz um intenso acompanhamento de suas vendas e consegue um relacionamento totalmente diferenciado com o varejo local.

O interessante no Projeto Coletivo é como uma grande corporação pode ajudar na inclusão social, promovendo a formação e geração de renda e ao mesmo tempo se beneficiar, sendo mais relevante para a comunidade e melhorando a imagem de sua marca. Ou seja, como salienta a Diretora de Negócios Sociais da Coca Cola, Claudia Lorenzo, o Projeto Coletivo demonstra que "fazer o bem é um bom negócio".

.

[Nota da editora: confira também artigo publicado pela CDI, falando de como o Projeto Coletivo tem inovado na tecnologia de negócios.]

 

URL amigável: 
  • Managing Partners

    William Davidson Institute
  • Content Partners

    AVINA
  • Sponsoring Partner

    Citi Foundation

Facebook Twitter

Story Snapshot

Cerrar